Inicio

Primeiro dia: Bike no bus é confusão?

Postado em Nordeste2017

Primeiro dia de viagem, chegar até o ponto de partida.

Como a viagem tinha um tempo limitado para acontecer, 30 dias (férias), e a rota era demasiada extensa para ir e voltar, utilizei o ônibus para ir até o ponto de partida, a cidade de São Luís no estado do Maranhão.

O que estava me deixando um pouco apreensivo na primeira parte da viagem era justamente o transporte da bicicleta e equipamento. Apreensivo porque a esmagadora maioria das empresas de ônibus para transporte de passageiro no Brasil não possuem uma política, tampouco disponibilizam informações para o transporte de bicicletas. E tudo piorou quando liguei para a rodoviária para obter informações. A pessoa que me atendeu disse que eu teria que conversar com o motorista na hora de embarcar, era ele a pessoa responsável por decidir se transportaria a bicicleta ou não. Outra coisa que poderia acontecer era ter que pagar uma taxa de excesso de peso.

Então, no dia 25 de fevereiro de 2017, com a passagem em mãos e a bicicleta completa, com todos alforges, mochilas e equipamentos, fui pedalando até a rodoviária (TIP) de Recife/PE, que fica 30km fora da cidade.

Cheguei lá cedo, tive tempo de almoçar e descansar antes do ônibus chegar ao box. Assim que ele estacionou a funcionaria que liberava os passageiros na catraca do setor me disse pra descer e conversar logo com o motorista. Lá fui… logo no início percebi o olhar do motorista, como se tivesse visto um problema diante de si… fiquei mais apreensivo ainda. Mas com um pouco de conversa amistosa e também explicando para ele o que ia fazer tudo ficou tranquilo. Ele pediu para esperar um pouco, ia se certificar que teria espaço no bagageiro, e após uns 15 minutos me chamou e disse para colocar a bicicleta da como quisesse.

A partir daí tudo estava resolvido. Tirei todos alforges da bike, baixei o banco totalmente e soltei o guidom para deixar ele no mesmo sentido do quadro, assim a bicicleta entrou inteira no bagageiro do ônibus. Para amarrar ela utilizei o próprio cadeado na estrutura de ferro do bagageiro e no espaço entre a parede do bus e a bicicleta coloquei todos os equipamentos e bolsas.

bike no busão

A viagem foi muito tranquila, fui o único passageiro a entrar no ônibus em Recife/PE e descer em São Luís/MA nas quase 30 horas de viagem de ônibus que separam as duas cidades.

Chegando em São Luís, montei a bicicleta, coloquei todos equipamentos e alforges nela, e saí pedalando da rodoviária em direção a casa da pessoa que me recebeu em São Luís, na noite anterior ao início da viagem de volta para casa em bicicleta.

Nomade de bicicleta!